Se descobrindo 1

... Sem que eu perguntasse Ele veio me contar que queria fugir, para assim esquecer os seus problemas e evitar as dúvidas e mentiras que o destino lhe causaria.
Ao mesmo tempo em que grande felicidade seu coração saltava do peito com um ar de alívio, uma dor lhe afagava e lhe fazia chorar e remoer por dentro a ponto de querer naquele momento um chão para pisar, pois Ele já não sabia mais onde poderia estar.
Confusões lhe vieram à mente, lembranças de um passado construído de informações errantes (não erradas), de atitudes ocultas aos olhos dos outros.
Ele estava se descobrindo novamente, entendendo as razões que a vida lhe dera para ser diferente e seguir em frente.
Quando não tarde, parou para pensar o quanto foi bom sorrir com a felicidade de realização. O quanto era positivo a maneira com que outro alguém lhe enxergava. Presenciou novas descobertas contínuas de fatos que lhe ocorriam, o provando o quanto pode ser bonito viver livre.
-Ah, como pode ser tudo tão difícil agora? Só agora? É um momento? Por que tudo comigo? Será que o problema sou eu? Orgulho?...
Indagações que eu jamais entenderia, por um momento reflexivo.
- E comigo mesmo me contradizia.
As situações apenas passam a ser um problema a partir do momento em que achamos que elas são, e que se ele existe, é apenas Seu.
- Toda minha falta de ação e acomodação gerou as minhas angústias que hoje me lamento, e apenas eu poderei buscar o que realmente quero, e descobrir até onde posso chegar.
Disse ele...

Comentários

  1. Lú,me emociona me descobrir pelas suas descobertas!
    "As situações apenas passam a ser um problema a partir do momento em que achamos que elas são" =)
    é muito lindo ver essa idéia que paira sobre a mente verbalizada!
    =)

    um beijo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Clareza na idéia : Tempo

Um conto da Estrela e da Noite

As suas luzes