O amanhã

Pode ser que amanhã
eu não amanheça
e que do nada, eu desapareça
que jamais lhe apareça...

Pode ser que sem minhas palavras
pode ficar,
sem os beijos, possa aguentar
sem meu abraço pra te guardar

Por isso todo os dias venho a aprender,
deixar de lado o que te prende
dizer a tudo o que realmente sente!

Sem esquecer que a vida é passageira,
que o vento é ligeiro,
que uma porta abre caminhos
mas se fecha ao caminhar sozinho!

A boca diz o que não deve
cada um entende o que quer
De tudo só quero a lembrança
da qual sempre tive esperança.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Clareza na idéia : Tempo

Viva a Felicidade

Chama e Luz